Eis o comentário (a poesia) da notícia.

sábado, 19 de setembro de 2015

Sorocaba registra 44 atropelamentos em seis meses



Sorocaba registrou 44 atropelamentos no primeiro semestre deste ano, cinco deles com vítimas fatais, de acordo com dados da Urbes - Trânsito e Transporte. No mesmo período do ano passado, ocorreram na cidade 60 acidentes deste tipo e 11 deles causaram mortes. A maior parte dos atropelamentos é causada por automóveis (53%) e motocicletas (33,3%), mas também há casos envolvendo caminhões (6,6%) e ônibus (6,6%). Quase metade dos acidentes (47%) acontecem com o pedestre atravessando a pista, 40% parados ou andando pelas vias e 13% na calçada. Devido a esses números, a importância do respeito à faixa de pedestre será tema da Semana Nacional do Trânsito em Sorocaba, aberta ontem pela empresa pública e que segue com programação até o dia 27. 
A campanha "Faixa Viva" atende a lei municipal 10.446 de 2 de maio de 2013, com o objetivo de conscientizar os condutores da preferência do pedestre numa faixa de travessia onde não há semáforos, conforme o artigo 70 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). "Todos somos pedestres, por isso este deve ser priorizado no trânsito", afirma o presidente da Urbes, Renato Gianolla. Segundo ele, a campanha visa à redução dos acidentes, que em 90% dos casos são causados pelo fator humano. Para o engenheiro de tráfego Horácio Augusto Figueira, a questão do pedestre deve estar relacionado à comunicação, à educação e à fiscalização. "Infelizmente a maior parte dos motoristas não param para o pedestre quando não estão sendo fiscalizados. As mortes por atropelamento são totalmente evitáveis", afirma.
...
Jornal Cruzeiro do Sul – Sorocaba e Região – de 19/09/2015 



A continuação da vida
exposta a morte.
É assim que acontece
nos respeitos contidos.
A continuação do desrespeito
imposta por aqueles
que pensam que sabem
onde figuram no campo.

Murilo Conti Vieira

Nenhum comentário: