Eis o comentário (a poesia) da notícia.

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Presidiários produzem até 400 caixas de legumes por mês em Minas Gerais


25 detentos do presídio Professor Jacy de Assis, em Uberlândia (Minas Gerais), conseguem produzir até 400 caixas de legumes por mês, com uma horta que possui rúcula, espinafre, couve, repolho cebolinhas e algumas hortaliças.
Para realizar a produção, técnicas próprias de cultivo são realizadas e há a captação de água pluviais (que vem da chuva) para regar e finalizar todo o trabalho, que é coordenado por agentes penitenciários, como José Francisco Pereira, de 61 anos. Segundo ele, a questão da segurança no dia a dia também foi aprimorada graças ao trabalho dos presos na horta.
“Nasci no mato e no final do ano, quando me aposentar, volto para o campo. Esta horta é minha paixão e ela tem poderes para mudar a vida de muitos homens. Ninguém consegue passar por aqui e ficar imune a transformações”, disse Francisco em entrevista ao 'Correio de Uberlândia'.
O projeto faz parte da ressocialização da Diretoria da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) do Estado Mineiro, que afirma ter derrubado o índice de reincidência criminal para apenas 1% entre os envolvidos. Tudo o que é colhido é vendido para a empresa que fornece refeições para o presídio que comporta 940 vagas, mas está com mais de 2 mil presos.
A horta cultivada na penitenciária é mais um dos vários projetos de reintegração que são desenvolvidos no local.
Rede TV – Notícias – Cidades – de 27/11/2015


Muitos sem nada a fazer.
Poucos ainda podem recomeçar.
Não podemos nos desligar
para forjarmos
tudo que for de bom.
Não devemos esquecer
daqueles que pensamos
que são infelizes,
mas são nossos irmãos.
Precisamos conseguir,
não apenas mudar o agora,
e sim mudar o depois.

Murilo Conti Vieira

Nenhum comentário: