Eis o comentário (a poesia) da notícia.

terça-feira, 15 de março de 2016

Mulheres de Araraquara, SP, poderão descer de ônibus em qualquer trecho


Após as 22h, os motoristas de ônibus de Araraquara (SP) deverão parar os coletivos para o desembarque de mulheres em qualquer trecho do trajeto da linha, sempre que solicitados, segundo uma nova lei sancionada pelo prefeito Marcelo Barbieri (PMDB) na segunda-feira (14). O objetivo é aumentar a segurança das mulheres.
Dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP) revelam que as mulheres são mais vulneráveis aos ataques de criminosos. Só em janeiro deste ano, três vítimas foram violentadas em Araraquara. No ano passado, 55 foram estupradas.
A Lei ‘Parada Segura’ quer proteger as passageiras que são obrigadas a percorrer longas distâncias do ponto de ônibus até o seu destino. "Depende do lugar em que a gente desce, é muito escuro. Então é perigoso porque a cidade está bem violenta", disse a estudante Gabriele Borges.
O tenente da Polícia Militar Richard Braga de Oliveira explicou que, após as 22h, não haverá problemas com o trânsito caso um ônibus pare em um determinado trecho, já que o fluxo de veículos é menor. “Com isso, evita-se aquele longo deslocamento porque muitas vezes os marginas se escondem atrás de muros ou no mato e se aproveitam da oportunidade”, disse.
Para o estudante Alisson Lima, a lei deveria valer para passageiros de ambos os sexos. Ele, que está no terceiro ano do ensino médio, vai para o cursinho à noite e retorna de ônibus para casa por volta das 23h. “Qualquer um corre o risco de sofrer um assalto, não justifica só para mulheres”, disse.
A lei, aprovada na última terça-feira (8) pela Câmara Municipal e sancionada na segunda-feira (14), passa a valer a partir da publicação no Diário Oficial, o que deve ocorrer na quarta-feira (16).
G1 - São Carlos e Araraquara - de 15/03/23016


Após muitos anos,
após horas de espera,
de ataques desprevenidos,
de tristezas reunidas.

Um início cauteloso
para um despertar
quem sabe vitorioso
sob o domínio do luar.

Murilo Conti Vieira

Nenhum comentário: